segunda-feira, 18 de julho de 2011

Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2: A pré-estréia!!

Dia 14 de julho, quinta feira, foi o dia pelo qual tanto esperamos, o dia pelo qual fizemos contagens e mais contagens regressivas, sofreeemos pra conseguir ingressos e o dia em que tudo valeu a pena. Desde cedo nesse dia, no Pátio Savassi, haviam vários fãs de Harry Potter já na fila esperando a meia noite de sexta feira para finalmente assistir "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2".
Haviam três seções para a pré-estréia, sendo uma dublada e duas legendadas. Mas a fila era uma só, o que mais uma vez causou confusão e desorganização no cinema de lá, mas isso não impediu a gente de se divertir, aparecer em jornais e registrar todos os momentos desse dia único (e último).
Aparecemos em muuuitos lugares diferentes, listados abaixo:

Nosso vídeo, feito para o PotterClub e o Sweet Luly, registrando momentos e no final entrevista com alguns que estavam lá:




E o blog A Fábrica de Diversão e Arte listou as reportagens onde aparecemos, sendo elas:

Reportagem no "Jornal Hoje em Dia" com fotos do dia:



Cosplayers no RaggaDrops:



Entrevista na TV O Tempo:





Matéria da Rede Minas:



Matéria da TV Alterosa:


E vídeo feito pelo blog Games e Reflexões




O filme é realmente incrível, mas mais ainda foi ver a reação de cada um de nós quando terminou. As lágrimas, os abraços, a falta de palavras, tudo isso provou que a gente compartilha o mesmo sentimento de alegria e perda simultâneas em ver o filme final dessa saga. E pra demonstrar isso o Guilherme, um dos membros do PotterClub, escreveu um texto, no espaço de tempo entre o fim da seção da meia noite e o início da primeira seção da manhã que alguns foram assistir. Preparem os lencinhos para chorar e se identificar MUITO com as palavras dele!!

O amor, sempre o amor.
"Amor Harry, o amor". Disse Dumbledore a Harry. Houvera muitas definições para o amor, mas, para mim, só J.K. Rowling atingiu a perfeição ao falar de amor através de sua maior obra até agora: Harry Potter. Afinal, o que de fato podemos tirar de lição dos sete livros da saga?
O que de fato salvou Harry Potter durante toda saga? Foi seu poder? Foi ser temido? Não. Foi sempre o amor. E ele aparece primeiro na forma de amizade e lealdade. O garoto que sobreviveu teria de fato resistido ao grande poder de Lorde Voldemort se não houvesse esperança em lutar por todos aqueles que ele amava? Quando mais precisou, havia Hermiones, Ronys, Dumbledores, Johns, Gils, Bárbaras, Joãos, Freds, Ramons, Frans, Paulinhas, Herberts, Fábios, Andrés, Guilhermes, amigos...
E não foi também o amor que salvou o severo professor Severo Snape? Se não fosse o amor por Lílian, Snape teria servido a Voldemort até o final e perderia sua alma assim como a alma do seu ex-mestre. Foi também o amor de Snape, amor fiel, que fez com que ele protegesse Harry, sempre que pôde.
Foi também por amor que milhões de fãs, dedicados, não apenas adolescentes precisando idolatrar algo, mas adolescentes que cresceram com Harry, aprenderam com a história e o mais importante, descobriram que o significado da palavra amor não está preso a algo físico, algo passageiro, amor não é aquilo que se vende na novela. É o amor, Harry. É o amor, pottermaníacos.
Hoje foi lançado o último filme, hoje foi reafirmada nossa fé de que quando o mal ameaçar tudo aquilo que é bom, será o amor que irá nos salvar.

2 comentários:

Games e Reflexões disse...

Belo texto do Guilherme! So um detalhe, não são apenas adolescentes os pottermaniacos...tenho 25 anos, e vcs logo terão! rs

Abracos

Paulinha ϟ Silveira disse...

=D

Postar um comentário